Respondidas
No caso das viroses do amendoim, que medidas devem ser adotadas para seu controle?

No caso das viroses do amendoim, que medidas devem ser adotadas para seu controle?

  
Postado 2 anos atrás
Votos Último

Respostas


A primeira medida a ser considerada é a sanidade das sementes a serem usadas no plantio, para evitar a entrada de novos vírus ou novas estirpes de vírus já existentes nas áreas de cultivo. A segunda medida a ser levada em conta, é saber a fonte de vírus, ou seja, de onde o vírus poderá vir, para se estabelecer na cultura.

Quando a fonte primária for formada por grande número de hospedeiros (cultivados e silvestres), como nas tospoviroses, essa medida se torna pouco eficiente. Já no caso da mancha-variegada, em que o feijão-caupi e o maracujá são fontes conhecidas do vírus, devem-se evitar consórcio e plantios vizinhos a campos onde ocorrem esses hospedeiros. Essas medidas podem ser adotadas facilmente.

Outro aspecto em que se fundamenta o manejo das viroses das plantas é o controle do vetor. Os vírus do mosqueado e da mancha-variegada são transmitidos por pulgões (afídeos). Já os tospovírus são transmitidos por larvas de tripes.

Fonte: Amendoim : o produtor pergunta, a Embrapa responde / editores técnicos, Roseane Cavalcanti dos Santos, Rosa Maria Mendes Freire, Taís de Moraes Falleiro Suassuna - Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2009. 240 p. il. ; 22 cm - (Coleção 500 perguntas, 500 respostas).

  
Postado 2 anos atrás
Postagens semelhantes