Respondidas
As cultivares híbridas de hortaliças são mais produtivas que as demais cultivares?

As cultivares híbridas de hortaliças são mais produtivas que as demais cultivares?

  
Postado 2 anos atrás
Votos Último

Respostas


Não há uma resposta única para essa pergunta. De maneira muito geral, pode-se dizer que, nas hortaliças com alguma barreira natural à autofecundação, o melhoramento para produção de cultivares híbridas tomou impulso e praticamente deixou de existir melhoramento com o objetivo de desenvolver outros tipos de cultivares. Por isso, é difícil dizer se os níveis de produtividade atuais teriam ou não sido alcançados por outros tipos de cultivares. No caso de repolho e cebola, por exemplo, os híbridos são cultivados em larga escala em todo o mundo. No Brasil, porém, embora os híbridos também sejam utilizados, o melhoramento nacional continuou produzindo cultivares não híbridas que, nas condições para as quais foram desenvolvidas, são tão boas quanto os híbridos.

Por sua vez, nas hortaliças sem barreiras naturais à autofecundação, o melhoramento continuou produzindo cultivares não híbridas cada vez mais produtivas. Um bom exemplo é o tomate. Recentemente, foram produzidos híbridos dessa hortaliça, cujas sementes, embora muito caras, tomaram o mercado das cultivares tradicionais, não só por serem produtivas e uniformes, mas também por possuírem características adicionais mais vantajosas, como resistência a algumas doenças-chave ou qualidade superior do produto final.

Fonte: Produção orgânica de hortaliças: o produtor pergunta, a Embrapa responde / editores técnicos, Gilmar Paulo Henz, Flávia Aparecida de Alcântara, Francisco Vilela Resende. – Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2007. 308 p. : il. – (Coleção 500 perguntas, 500 respostas)

  
Postado 2 anos atrás