Respondidas
Como conviver com o mal-do-panamá no sistema orgânico?

Como conviver com o mal-do-panamá no sistema orgânico?

  
Postado 2 anos atrás
Votos Último

Respostas


A melhor forma para o controle do mal-do-panamá é a utilização de variedades resistentes, entre as quais, podem ser citadas as variedades do subgrupo Cavendish (Nanica, Nanicão, Grande Naine e Williams), do subgrupo Terra (Terra, Terrinha e D’Angola), ‘Caipira’, ‘Thap Maeo’, ‘Pacovan Ken’, ‘Preciosa’, ‘Fhia Maravilha’, ‘Vitória’ e ‘Japira’. A variedade Tropical, que é um tipo ‘Maçã’, é considerada tolerante ao mal-do-panamá.

Para os agricultores que desejarem continuar plantando variedades suscetíveis, como a Prata, é importante a adoção de medidas preventivas, tais como:

Evitar as áreas com histórico de incidência do mal-do-panamá.

Utilizar mudas comprovadamente sadias e livres de nematoides, pois estes poderão ser os responsáveis pela “quebra” da resistência.

Corrigir o pH do solo, mantendo-o próximo à neutralidade e com níveis ótimos de cálcio e magnésio, que são condições menos favoráveis ao patógeno.

Dar preferência a solos com teores mais elevados de matéria orgânica, pois isso aumenta a concorrência entre os microrganismos habitantes do solo, dificultando a ação e a sobrevivência de F. oxysporum f. sp. cubense.

Manter as populações de nematoides sob controle, pois eles podem ser responsáveis pela quebra da resistência ou facilitar a penetração do patógeno, por meio dos ferimentos.

Manter as plantas bem nutridas, guardando sempre uma boa relação entre potássio, cálcio e magnésio.

Utilizar a ceifa das plantas espontâneas em substituição às capinas manuais ou mecânicas, pois isso, além da preservação do solo, reduz a disseminação do patógeno, prevenindo consequentemente novas infecções.

Caminhar no bananal sempre a partir da área sadia para a afetada.

Fonte: Banana : o produtor pergunta, a Embrapa responde / editores técnicos, Marcelo Bezerra Lima, Sebastião de Oliveira e Silva, Cláudia Fortes Ferreira. – 2 ed. rev. e ampl. – Brasília, DF : Embrapa, 2012. 214 p. : il. color. ; 16 cm x 22 cm. - (Coleção 500 perguntas, 500 respostas).

  
Postado 2 anos atrás