Respondidas
O alto custo das mudas do tipo “mudão” em comparação com as mudas convencionais produzidas em tubetes e em sacos de polietileno pequenos viabiliza, economicamente, o “mudão”?

O alto custo das mudas do tipo “mudão” em comparação com as mudas convencionais produzidas em tubetes e em sacos de polietileno pequenos viabiliza, economicamente, o “mudão”?

  
Postado 2 anos atrás
Votos Último

Respostas


Sim. Usando-se o “mudão”, pode-se obter produtividade em dobro, redução no custo com agrotóxicos e mão de obra para proteger as mudas pequenas em campo. Manejar pragas e doenças em mudas no campo demanda muita mão de obra e defensivos agrícolas, além de riscos de contaminação ambiental. Além disso, com o “mudão”, podem-se reduzir custos com a substituição de mudas mortas ou danificadas. A perda de mudas pequenas ou convencionais em campo pode chegar a 30% do total.

Em locais onde há coelhos, cervos e outros animais, esse índice pode chegar a 70%. Nos locais onde há danos elevados por ataque de mamíferos, recomenda-se enrolar jornal ou papel-kraft no caule do “mudão” até a altura de 80 cm. Considerando-se os custos de manejo das plantas menores no campo, quando as mudas são mantidas em estufa ou em telado por mais tempo, esse manejo fica bem mais barato.

Fonte: Maracujá : o produtor pergunta, a Embrapa responde / Fábio Gelape Faleiro, Nilton Tadeu Vilela Junqueira, editores técnicos. – Brasília, DF : Embrapa, 2016. 341 p. : il. ; 16 cm x 22 cm – (Coleção 500 perguntas, 500 respostas).

  
Postado 2 anos atrás