Respondidas
A maioria dos sistemas de IPF com teca em Mato Grosso é implantada em áreas com pastagens degradadas ou com algum grau de degradação. Quais são as práticas utilizadas no preparo do solo para a implantação do componente florestal?

A maioria dos sistemas de IPF com teca em Mato Grosso é implantada em áreas com pastagens degradadas ou com algum grau de degradação. Quais são as práticas utilizadas no preparo do solo para a implantação do componente florestal?

  
Postado 2 anos atrás
Votos Último

Respostas


De forma geral, o preparo é realizado somente na faixa de plantio por meio de calagem (com base na análise de solo) e gradagem de uma faixa de 3 m a 4 m de largura para incorporação do calcário; a linha de plantio é preparada com sulcador florestal (50 cm a 60 cm de profundidade) juntamente com a adubação de plantio. Em áreas de solo de textura média a argilosa e com precipitação anual superior aos 1.700 mm, é recomendado o levantamento de uma leira (murundum) após a sulcagem para reduzir problemas de encharcamento do solo e obter maior padronização no crescimento das árvores. Em solos leves (textura média a arenosa), o produtor pode optar por menor revolvimento do solo (cultivo mínimo), usando somente o sulcador florestal e a calagem feita em superfície associada com a aplicação de gesso agrícola.

Fonte: Integração lavoura-pecuária-floresta : o produtor pergunta, a Embrapa responde / Luiz Adriano Maia Cordeiro ... [et al.,], editores técnicos. Brasília, DF : Embrapa, 2015. 393 p. : il. ; 16 cm x 22 cm. - (Coleção 500 Perguntas, 500 Respostas).

  
Postado 2 anos atrás